NO AR AGORA

AutoDJ

Whatsapp

81994966917

E-mail

n7radiooficial@gmail.com

NOTÍCIAS

Ministério na Moldávia ajuda 60.000 refugiados ucranianos







Mais de dois anos após o início da guerra na Ucrânia, a Moldávia continua sendo lar para mais de 100.000 refugiados ucranianos, que fugiram do conflito em busca de segurança e abrigo. Para muitos, como Iryna Mishina, essa jornada representa uma separação dolorosa de suas casas, empregos e entes queridos na região de Donetsk.

“Não podemos ir para a região de Donetsk neste momento porque há uma guerra. É impossível viver lá. Não há eletricidade nem água”, compartilhou Iryna, expressando sua preocupação com seu marido, Daniel, que permanece na linha de frente do conflito.

Mais de dois anos após o início da guerra na Ucrânia, a Moldávia continua sendo lar para mais de 100.000 refugiados ucranianos, que fugiram do conflito em busca de segurança e abrigo. Para muitos, como Iryna Mishina, essa jornada representa uma separação dolorosa de suas casas, empregos e entes queridos na região de Donetsk.

“Não podemos ir para a região de Donetsk neste momento porque há uma guerra. É impossível viver lá. Não há eletricidade nem água”, compartilhou Iryna, expressando sua preocupação com seu marido, Daniel, que permanece na linha de frente do conflito.

PUBLICIDADE

Iryna, junto com outras mulheres ucranianas refugiadas na Moldávia, encontra conforto e apoio em encontros realizados pela Mission Eurasia, uma organização cristã que tem ministrado a milhares de pessoas em situações semelhantes.

“Inna Tokarchuk lidera esses encontros com base nos princípios da fé cristã, oferecendo conforto espiritual e encorajamento por meio da comunhão e da Palavra de Deus”, destacou a importância dessas reuniões Iryna.

De acordo com CBN News, o apoio emocional recebido nessas sessões é inestimável para Iryna e outros refugiados, que enfrentam desafios físicos, emocionais e espirituais em sua jornada de adaptação a uma nova realidade.

Além das sessões de aconselhamento, a Mission Eurasia também organiza atividades para crianças ucranianas, como o filho de 5 anos de Inna Ruptanova, que está fazendo novos amigos em sua nova terra.

Mais de dois anos após o início da guerra na Ucrânia, a Moldávia continua sendo lar para mais de 100.000 refugiados ucranianos, que fugiram do conflito em busca de segurança e abrigo. Para muitos, como Iryna Mishina, essa jornada representa uma separação dolorosa de suas casas, empregos e entes queridos na região de Donetsk.

“Não podemos ir para a região de Donetsk neste momento porque há uma guerra. É impossível viver lá. Não há eletricidade nem água”, compartilhou Iryna, expressando sua preocupação com seu marido, Daniel, que permanece na linha de frente do conflito.

PUBLICIDADE

Iryna, junto com outras mulheres ucranianas refugiadas na Moldávia, encontra conforto e apoio em encontros realizados pela Mission Eurasia, uma organização cristã que tem ministrado a milhares de pessoas em situações semelhantes.

“Inna Tokarchuk lidera esses encontros com base nos princípios da fé cristã, oferecendo conforto espiritual e encorajamento por meio da comunhão e da Palavra de Deus”, destacou a importância dessas reuniões Iryna.

PUBLICIDADE

De acordo com CBN News, o apoio emocional recebido nessas sessões é inestimável para Iryna e outros refugiados, que enfrentam desafios físicos, emocionais e espirituais em sua jornada de adaptação a uma nova realidade.

Além das sessões de aconselhamento, a Mission Eurasia também organiza atividades para crianças ucranianas, como o filho de 5 anos de Inna Ruptanova, que está fazendo novos amigos em sua nova terra.

PUBLICIDADE

Com a guerra ocorrendo a menos de 160 quilômetros de distância, o pastor moldavo Alexandr Belev, diretor executivo da Mission Eurasia para missões de campo, destaca a importância da solidariedade e da compaixão em meio ao conflito contínuo.




Fale Conosco

n7radiooficial@gmail.com
81998924032

Receba Informações

Rádio Online Copyright 2024. Todos os direitos reservados.
Politica de Privacidade